Abstenção autarquicas 2017

abstenção autarquicas 2017

Qual é a taxa de abstenção na autárquica?

Dos 9,4 milhões de eleitores inscritos, contaram-se 5.173.063 de votos, o que se traduziu numa taxa de abstenção de 45%, a segunda mais alta em 12 eleições autárquicas desde 1976, mas que representou uma queda em relação a 2013, ano em que a abstenção se situou nos 47,4 %.

Qual a taxa de abstenção nas últimas eleições?

Nas últimas eleições, em 2017, a taxa de abstenção ficou em 45% e, em 2013, foi de 47,4%. Os resultados provisórios agora conhecidos confirmam a tendência constatada ao longo do dia, quando a afluência ob...

Quais foram as últimas eleições autárquicas?

Olhando para as últimas 12 eleições autárquicas, ao longo de 47 anos de democracia, a abstenção aumentou quase sempre e essa tendência começou em 1982, ano em que a taxa foi de 28,6%. No sufrágio seguinte, em 1985, a abstenção fixou-se nos 36,1% e em 1989 subiu novamente para os 39,1%.

Quantos estrangeiros estão inscritos nas eleições autárquicas?

Para 26 de setembro estão inscritos 9.323.688 os cidadãos nos cadernos eleitorais das eleições autárquicas, dos quais 29.814 são estrangeiros (13.924 naturais de Estados-membros da União Europeia e 15.890 de países terceiros, com destaque para Cabo Verde, Brasil, Reino Unido e Venezuela).

Qual foi a taxa de abstenção mais alta em autárquicas?

Em termos percentuais, foi a taxa de abstenção mais alta em autárquicas desde o 25 de abril, mas em termos absolutos foi também o número de votantes mais baixo desde 1989, quando 4.946.196 portugueses votaram, mas havia quase menos 1,4 milhões de inscritos.

Quais são as causas da abstenção?

A abstenção pode ser resultante de uma ou várias razões em baixo enunciadas: Desagrado pelo sistema de votação e/ou modelo de Democracia vigentes. Não-identidade com nenhum programa dos partidos ou em candidatos à Presidência da República.

Quais as formas de manifestar-se a abstenção?

Também importante de referir que a abstenção eleitoral é uma atitude aceita por muitos anarquistas e muitas vezes condenada por alguns democratas . Na maior parte das Democracias, existem duas formas de manifestar-se a abstenção: não-presencial: o eleitor expressa a abstenção ausentando-se do instrumento de votação.

Por que é preciso reflectir sobre a abstenção voluntária?

Sobre a abstenção voluntária é preciso reflectir, disse o dirigente social-democrata, e recorda que é uma tendência quando os eleitores são chamados a reeleger um Presidente, como já aconteceu com Mário Soares e Jorge Sampaio . [1] A esses que estão indecisos, digo que a abstenção não é uma escolha, mas uma desistência (...)

Quais as consequências da abstenção eleitoral? A primeira consequência do não-comparecimento às urnas, de acordo com o cientista político Rodrigo Prando, professor da Universidade Presbiteriana Mackenzie, é a delegação da escolha individual do eleitor a outras parcelas da população, que nem sempre representam sua posição pessoal.

Qual é a taxa de abstenção em 2020?

Quando sai o resultado das eleições autárquicas?

Os primeiros resultados das eleições autárquicas serão revelados a partir das 20h00 (hora de Lisboa).

Quando são as eleições autárquicas 2021?

Conteúdo não verificável poderá ser removido .—Encontre fontes: Google ( notícias, livros e acadêmico) (Março de 2021) As eleições autárquicas portuguesas de 2021 foram realizadas em 26 de setembro de 2021.

Quais são os grandes derrotados das eleições autárquicas no Porto?

Rui Moreira disse ainda que os grandes derrotados destas eleições são Rui Rio, António Tavares e Paulo Rangel. “Não digo isto por não nos terem apoiado. Mas por terem utilizado a cidade do Porto como território para disputas de índole nacional”, afirmou. “As eleições autárquicas no Porto não são as primárias secretas do PSD”, afirmou.

Quais os números de abstenção nas eleições autárquicas?

A Universidade Católica prevê que a abstenção nestas autárquicas fique entre os 42 e os 47 por cento. A estimativa indica que haverá uma redução da abstenção face ao recorde alcançado nas últimas autárquicas. Confira a evolução da abstenção desde 1976.

Postagens relacionadas: